top of page

 

25  de Fevereiro 2024   2º Domingo da Quaresma

 

Transfiguração do Senhor

É fundamental para a caminhada de Jesus  quando ele escuta a voz do Pai que diz: “Este é o meu Filho amado. Escutai o que ele diz!” Quando ele escutava: “Blasfemo” “Malfeitor” “Mentiroso” “Crucifica-o!” nos cuspes, bofetões... Em tudo... Estavam silenciadas estas palavras e ecoava: “Meu filho muito amado!” Essa certeza da filiação é essencial para ele conseguir seguir até o fim o caminho traçado pelo Pai. Por isso o demônio na tentação do deserto o tenta na filiação: “Se és filho de Deus!” Se perdemos o sentido de quem é nosso Pai, perdemos o sentido da nossa caminhada. “Meu filho amado, em quem eu coloquei todo o meu bem-querer!” Isso é a declaração paternal do Pai para Jesus. Quando Jesus cai várias vezes, ele olha para frente e consegue ver diante dele o Pai, dizendo: “Filho, levanta! Está quase lá! Estou sempre contigo!” Essa miragem era sua força...

Na próxima vez que Jesus subir o monte, será para dar a vida. Não estará transfigurado, mas desfigurado, sem aparência e beleza... Mais com as  palavras do Pai presente em seu coração: “Este é o meu Filho amado !” Depois vamos vê-lo brilhando como o sol que acabara de nascer, na ressurreição. Tenhamos diante dos olhos essa esperança.

Em cada Santa missa, no Santíssimo sacramento do altar, Jesus se transfigura diante de nós... E quer que Lhe digamos o mesmo que Pedro: é bom ficarmos aqui, Senhor!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito santo. Amém!

b-v2_edited.png

Franciscanas da Divina Misericórdia

bottom of page